O caso, já é sabido. Elivelton Neves Moreira, 21, tenta assaltar um grupo de pessoas em frente a uma escola cheia de crianças. Um dos atos mais covardes e odientos possível. A cabo Katia da Silva Sastre, 42, reage ao assalto, dispara contra o assaltante, o rende, mas este acaba morrendo. Sua filha, entre outras crianças, assistiu a tudo, diga-se de passagem.

Em qualquer lugar do mundo civilizado isto é uma tragédia. Não para o atual governador de São Paulo, Márcio França, que lhe rende homenagens e honrarias, contra aliás, o desejo do coronel Marcelo Vieira Salles, novo comandante-geral da PM, que diz não entender o motivo da homenagem. Em suas palavras, o coronel Salles diz que homenagear o PM que mata o bandido passa a ideia errada sobre a corporação para a população. Sua orientação a subcomandantes é de que reduzir a letalidade da polícia era prioridade.

Márcio França, não satisfeito com a homenagem, prossegue: “as pessoas têm que entender que a farda deles [PM] é sagrada, é a extensão da bandeira do Estado de São Paulo. Se você ofender a farda, ofender a integralidade do policial, você está correndo risco de vida. É assim que tem que ser“.

Olha, se você não fica preocupado com essas declarações, cada vez mais comum, você está entendendo tudo errado. Acho que todo mundo já deve ter visto o cartaz sobre os sinais do fascismo.

sinais

Eu consigo ver todos os 14 acontecendo a olhos vistos no Brasil de 2018. Todos, e estou cada dia mais apavorado. Hoje, além da molecada raivosa no Facebook, e na vida real, os políticos em cargos administrativos e legislativos exalam um cheiro horroroso, bastante familiar ao nazismo. Vemos constantemente, em nosso dia a dia, uma manada cada dia maior e mais perigosa de pessoas cegas pela certeza absoluta.

Toda elas possuem respostas para tudo. São jovens de 16, 25 anos que tem a resposta pronta para problemas diversos e antagônicos como, por exemplo, a forma de se acabar coma fome no mundo, como controlar a inflação, a melhor ferramenta pedagógica, o que é arte, quais os melhores princípios para lidar com a diplomacia internacional, e etc.

São sujeitos que sabem tudo de tudo. Inclusive que, a despeito do coronel e comandante-geral da PM, dizer o contrário, deve-se elogiar quem mata bandido sim. Quem sabe de tudo, sabe de segurança pública. Sabe do sagrado também: a farda da PM é sagrada, não a vida humana. E se desrespeitar a farda da PM, você pode acabar morto, e é assim que tem que ser. E se você morrer por ter desrespeitado a farda, morreu bem. Bem feito pra você, seu comuna safado, maconheiro sem vergonha.

O que houve conosco? Eu me pergunto todo dia. O que? Será que quem sabe de tudo, não sabe nada de François-Marie Arouet (Paris, 21 de novembro de 1694 — Paris, 30 de maio de 1778), também conhecido como Voltaire?

O filósofo parisiense arrumou confusões durante a vida exatamente por se colocar contra dogmas e crendices, inclusive as da igreja. Satirizou e humilhou a burrice travestida de certeza, foi preso algumas vezes, acabou fugindo outras tantas, e também foi exilado. Teve vários relacionamentos escandalosos, o que me permite dizer que foi um libertino transudo.

Sua vida passou por problemas devido a seu espírito filosófico intransigente. Voltaire não negociava o valor da dúvida, e não o fazia por razões lógicas. Veja o que ele nos ensinava:

Exceto alguns princípios axiomáticos da matemática – axioma é uma verdade auto evidente, que não precisa ser comprovada com experimentos, como por exemplo, o fato de duas retas paralelas não se encontrarem no infinito – todos os fatos e teorias que já foram consideradas verdade um dia, acabaram se mostrando falsas e revistas em outro. Já se achou que a terra era plana, embora existam uns que ainda achem, ou que a mulher era inferior ao homem assim como o negro era inferior ao branco. A história do desenvolvimento humano e científico é a história do erro. Não existem ideias inatas, nos ensina Voltaire: todas foram construídas e portanto, podem ser destruídas. Digo destruídas, porque essa palavrinha “desconstrução” é pós-moderninha demais, e tem coisas que não merecem desconstrução, mas destruição. A gente desconstrói aquilo que pretende construir de novo, tipo quando nos mudamos de casa. Desconstrói o guarda roupa aqui, reconstrói lá. Tem coisas que devem ser destruídas para que possam desaparecer: racismo, homofobia, machismo, burrice.

De qualquer forma, é preciso ter a clareza de saber que todo o conhecimento humano foi desenvolvido a partir do debate, do questionamento e da dúvida. Toda ideia, tese, teoria, pode e deve ser desafiada, inclusive a farda da PM, e dizer que eu posso ser morto por isso é não apenas fascista, é burrice mesmo. Se o governador de São Paulo pensa assim, desculpe, ele é burro e fascista.

E o mesmo vale para você.

Errata: embora o texto não tenha afirmado, ele deixou subentendido que o cartaz seria algo legitimado pelo Estado. Não é o caso. Trata-se de um cartaz vendido no Museu do Holocausto. Agradecemos ao leitor Daniel Guimarães pela observação que gerou esta errata.

Participe da conversa! 13 comentários

  1. Eu perguntaria ao governador Márcio França o que ele quis dizer com “ofender a integralidade do policial” como se este fosse um cereal ou uma função matemática; acho que ele queria dizer “integridade” – que além de ser a qualidade do que é inteiro e completo, é também “inatacável” – e não acertou com a palavra. Este exemplo de estar confundido é normal, pode passar com todos, mas espero que ele não se confunda com coisas mais sérias e por elas chegue a uma conclusão irreversível. Muito bom texto, escrito com muita energia. Abraço da Mariluz

    Curtido por 2 pessoas

    Responder
  2. Perfeito. Andamos como caranguejos …mas, acredito que isso é próprio do nosso ” axioma”.Perfeito texto.

    Curtido por 2 pessoas

    Responder
  3. No dia que a violência atingir você ou sua família, aí você vai se lembrar da polícia. Rafael, entenda uma coisa: estamos em guerra, a única coisa entre a sua família e os bandidos, é a polícia.

    Curtir

    Responder
    • Carlos, eu passei por 12 situações violentas na vida. Desde minha mãe sofrendo tentativa de estupro até assaltantes rendendo e espancando meu pai e nos fazendo reféns dentro de casa, passando por assaltos, tiroteios e atentados durante os ataques do PCC. Eu vi um ônibus pegando fogo ha menos de cem metros de mim.
      Dificilmente o senhor sofreu o que eu sofri com bandidos. Ainda assim eu reafirmo minhas posições.
      Ademais, eu não questiono a ação desta policial em específico, mas sim o elogio a morte.

      Curtir

      Responder
  4. BANDIDO BOM É BANDIDO MORTO? SÓ SE FOR PRETO, POBRE, PUTA OU DO POVO. SE FOR DA PODRE ELITE NEM É VISTO COMO BANDIDO…

    DIZEM QUE AS COISAS VÃO SE COMPLICAR PARA O FHC COM OS EMAIL’ S TROCADOS COM A CONSTRUTORA PEDINDO GRANINHA…

    COMPLICA NADA.
    FHC – OU SEJA, FERRANDO SEMPRE COM O POVO HENRIQUECIDO CARDOSO – É DO PCCSDB, ESQUECEU?
    NADA NUNCA COMPLICA PARA ESTES CARAS DA QUADRILHA… NUNCA NADA COMPLICA!

    gustavohorta.wordpress.com

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  5. Republicou isso em Gustavo Hortae comentado:
    BANDIDO BOM É BANDIDO MORTO? SÓ SE FOR PRETO, POBRE, PUTA OU DO POVO. SE FOR DA PODRE ELITE NEM É VISTO COMO BANDIDO…

    DIZEM QUE AS COISAS VÃO SE COMPLICAR PARA O FHC COM OS EMAIL’ S TROCADOS COM A CONSTRUTORA PEDINDO GRANINHA…

    COMPLICA NADA.
    FHC – OU SEJA, FERRANDO SEMPRE COM O POVO HENRIQUECIDO CARDOSO – É DO PCCSDB, ESQUECEU?
    NADA NUNCA COMPLICA PARA ESTES CARAS DA QUADRILHA… NUNCA NADA COMPLICA!

    gustavohorta.wordpress.com

    Curtir

    Responder
  6. […] Fonte: Voltaire e o absurdo de se elogiar quem mata bandido. Ou: a farda da PM não é sagrada | Gustavo Ho… […]

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  7. Que texto!, Parabéns! Eis a própria liberdade de expressão, Obrigado.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Filosofia

Tags

, , , ,