Em 13 de outubro de 1806, segundo se conta, Hegel teria visto Napoleão a cavalo pelas ruas antes de sua vitória frente aos prussianos do rei Frederico Guilherme III. Escreve então a seu amigo, Niethammer, que “Vi o imperador – esta alma do mundo – saia da cidade a cavalo para um reconhecimento; certamente é uma sensação maravilhosa a de ver um tal indivíduo que, subindo num cavalo, concentrado num ponto, abarca o mundo e o domina.

Napoleão, em sua época, é a alma do mundo. Representa o Zeitgeist – o espírito do tempo – pois reúne em si os piores e melhores adjetivos de sua época ao mesmo tempo que marcha em direção a fazer com que a história siga seu ritmo. Ao menos é o que pensava Hegel, que mesmo quando erra, tem que ser lido com atenção. Mas isto foi no século 19.

No século 21, nós, brasileiros, temos um outro Zeitgeist. Nossa alma do mundo não vem a cavalo, mas montado em preconceito de todos os tipos: xenofobia, homofobia, racismo, misoginia. É burro, não tem gosto pela ciência e é antidemocrático; é a favor da tortura e admira torturadores. Ele é Jair Bolsonaro.

Mas sua participação no Roda Viva desta segunda feira (31/07) deixa claro não apenas isto. Deixa claro para mim que o brasileiro o merece. Vejamos porque.

Se eu estiver correto em minha avaliação, como acredito que estou, Bolsonaro ganha a presidência, para nossa desgraça. Mas vence, não por ter convencido o brasileiro de que não é tudo isto que citei. Ao contrário. Vence por sê-lo. Vence porque o seu eleitor também é. Há exceções, claro, mas via de regra o brasileiro (em especial o eleitor do Bolsonaro) é um povo mal educado, xenofóbico, homofóbico, misógino. Via de regra o brasileiro não gosta de estudar e tem pouco apreço pela democracia. E também não vê problemas na tortura. Lembro do lançamento de Tropa de Elite 1 e o povo aplaudindo Cap. Nascimento colocando gente no saco.

O eleitor de Bolsonaro é uma pequeno universo de ódio e desinformação. Possui as piores características do candidato. Não surpreende que Everson Zoio, o youtuber que confessou ter estuprado sua namorada, se declare eleitor de Bolsonaro. Também não surpreende que TODOS os eleitores de Bolsonaro que conheci pessoalmente ou nas redes sociais seja, em algum nível, preconceituoso, em alguma das muitas esferas do preconceito possível.

Bolsonaro é a personificação de nosso tempo exatamente porque nosso tempo é uma bosta. Ele emerge do tempo como um bueiro que cheio de lixo, começa a vomitar o esgoto na calçada. Bolsonaro é o esgoto, seu tio reaça o bueiro.

E a esquerda nisso tudo? Ocupada lacrando, produzindo memes. Se a esquerda tivesse feito a lição de casa e se dedicado a educar o povo, em especial o proletário, a burrice e a desinformação não seria fato consumado, e essa massa de brasileiros teria o mínimo de conhecimento político suficiente para saber que Bolsonaro é um perigo extremo a democracia. Mas o povo brasileiro não sabe para que serve um deputado ou um senador. Que dirá sobre teoria democrática.

E a direita? A direita é pior. Não por ser o bicho papão que a esquerda pinta, longe disso. Digo com frequência: há vida inteligentíssima na direita. A direita é pior porque está deixando colar a etiqueta de direita em gente como Bolsonaro ou o MBL. Não vi nenhum grande representante da direita política dizer em alto e bom som que esse povo imbecil não é de direita, é fascista e pronto. A direita deixou gente do naipe do Rodrigo Constantino pautar o debate da direita, então não me admira que a esquerda tenha tanta birra contra.

Aliás, os ícones da direita são um caso a parte… Lobão, Ana Paula (a do vôlei), Alexandre Frota, Rodrigo Constantino, Arthur do Val, Danilo Gentili, Roger (do Ultraje a Rigor). Foram anos com esse povo propagando burrice e preconceito, bastando colar o rótulo de “politicamente incorreto” na coisa e pronto, virou de direita.

Bolsonaro é, portanto, a última peça do processo, mas não a última peça da esteira. Não duvide, nunca, da incrível capacidade que o Brasil tem de piorar o que é péssimo. Nosso povo é profundamente ignorante quando o assunto é quase tudo que remeta a algo, que não seja futebol e carnaval, mas em especial se o tema é política. Não que futebol ou carnaval seja ruim, ao contrário, é ótimo e merece atenção. Mas há muitas coisas mais que merecem uma atenção igual.

Bolsonaro é uma dessas coisas por representar o que há de pior na política e até mesmo, na raça humana. Mas não temos, no momento, ferramentas para combatê-lo porque o povo, em sua maioria é como ele.

Então apertem os cintos meus amigos. Os próximos anos serão terríveis. Quero estar errado, mas infelizmente, sobre assuntos do tipo, costumo acertar.

Participe da conversa! 6 comentários

  1. A avalanche Lula: ninguém segura | Brasil 247
    > https://gustavohorta.wordpress.com/2018/07/30/a-avalanche-lula-ninguem-segura-brasil-247/

    PESQUISA MOSTRA: LULA FURA O CERCO E COMEÇA A CONQUISTAR CLASSE MÉDIA
    Os números da pesquisa do Instituto Vox Populi divulgados nesta quinta (26) revelam: a avalanche Lula é incontível; o país está inundado de Luiz Inácio. É importante ter em mente que o campo da pesquisa foi realizado entre 18 e 20 de julho, há uma semana; são números “quentinhos” e já incorporam o efeito da grotesca operação dos golpistas que impediu a libertação de Lula em 8 de julho. É como falávamos quando eu era criança: Lula 41% contra a rapa 29%. Não tem pra ninguém. O prisioneiro de Curitiba aprisionou o coração do povo brasileiro. Lula começa a ganhar espaço na classe média e cresce em todas as regiões do país. …

    Curtir

    Responder
    • SE ISSO FOR VERDADE (se) o povo brasileiro é bem mais burro do que descreve o artigo ai em cima……Não pode ser normal que um cara condenado em varias instancias da justiça, ladrão comprovado, analfabeto (Bolsonaro não entende de economia, ele nem sabe escrever) tenha a mínima chance de voltar a governar esse pais….Os Lulistas/Petistas mais parecem aqueles fanáticos xiitas que amarram uma bomba no corpo e se explodem em nome de Ala….não pode haver vida inteligente entre esses seres humanos

      Curtir

      Responder
  2. Rafael, esqueceu de assinar com seu nome no Pense.

    Curtir

    Responder
  3. Infelizmente, o pior é que o título se encaixa a qualquer presidenciável. “O Brasil e Lula se merecem”; “O Brasil e Alckmin (Centrão) se merecem”; “ O Brasil e Ciro se merecem”.
    Basta descrever as características dos eleitores de cada um deles: corruptíveis, dissimulados, machistas, etc…
    Seria um bom exercício descrever as características de cada eleitor!

    Curtir

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

CATEGORIA

Filosofia

Tags

, , ,